Bom, acho de bom tom dar notícias e falar um pouco, ainda que de forma superficial, de algumas coisas pessoais que vem afetando minhas atividades rotineiras e é possível que você seja uma das pessoas que busca por respostas. Primeiro, estou ausente de diversos círculos por conta de crises de ansiedade, que estão atrapalhando demais meu dia-a-dia. Não é fácil falar do assunto.

Ansiedade é um inferno! Auto-cobrança, grandes expectativas, e no final das contas, você pode ter alcançado o infinito, mas com sua amiga Ansiedade ao teu lado, não há a gostosa sensação de mérito ou de dever cumprido. O que resta é mera frustração. Ou por não ter ido mais longe ou por não ter tido tempo, ou mesmo dedicação (esse último quase não se aplica ao meu caso).

Por outro lado, meu maior lazer hoje é programar, e faço-o com o maior prazer do universo, pois enquanto estou programando, todos os problemas que tenho estão auto-contidos em seqüências de 0 e 1.

Bom, nesse tempo, tentando fazer o tempo passar, para que algumas coisas se resolvam, coisas do tipo que só o tempo resolve. (Abstrato isso néh?) Bom, enquanto esse tempo passa, tenho me dedicado muito a um projeto pessoal, chamado Oragon Architecture.

A respeito do Oragon Architecture, minha missão com o projeto é endereçar as demandas de arquitetura que das empresas por onde eu passo, criar uma solução arquitetural padronizada e flexível, e assim incrementar o projeto com novas features e funcionalidades. Ao final o cliente que vou atuar, ganha, sempre, muito que aprendi e acumulei ao longo dos anos, com o projeto, não apenas em experiência, mas em horas de trabalho em si. O Oragon Architecture me permitiu fazer nos últimos anos, coisas inimagináveis com equipes muito enxutas.

Ética: As empresas só me fornecem demandas, todo o tempo gasto em casa, nas tantas mil horas de trabalho noturno! As empresas que conhecem o Oragon Architecture ganham soluções arquiteturais, e não projetos prontos.

O que isso implica?

Na prática, consigo transitar e trabalhar com um conjunto de plataformas de forma simples e prática, mantendo o bom design de solução. NHibernate, MongoDB, Redis, RabbitMQ, WCF, Remoting, ASP.NET, recentemente OWIN. Enfim, um conjunto de frameworks e soluções em uma arquitetura que se propõe a garantir a serena coexistência entre todas essas soluções. Ao final, temos soluções robustas desenvolvidas por profissionais que não necessariamente precisam conhecer de todas as tecnologias, as abstrações as tornam semelhantes. O resultado geral é ter uma solução limpa, repleta de serviços, com escalabilidade infinita, e diversas possibilidades para deploy.

E qual a bola da vez?

Na era do cloud e big data, escalabilidade e distribuição é requisito funcional, mas isso é papo para outro post. Nesse momento, estou trabalhando na criação de um Application Server em .Net. Está ficando bem legal, a idéia é oferecer o mesmo nível de gerenciamento que o IIS fornece, mas com um farm de centenas de máquinas, distribuídas. Em vez de hospedagem de websites, hospedagem de serviços de aplicação. Escutas de Filas, Wcf Services, Web Api, Owin Web Sites, enfim, o que você puder imaginar que um AppDomain possa fazer por você.

Voltando ao core da questão: Eu não morri.

Estou me recuperando, e não está nem um pouco fácil. Nada! Não é fácil falar, não é fácil pensar.

Enfim, mesmo se tendo tudo, a sensação é de não ter nada!

E aqui estão duas músicas que falam mais que qualquer texto!

Agradeço à compreensão e carinho que tenho sido tratado nesses dias…

Comente, compartilhe, curta!

Logo abaixo desse texto você encontra os Posts Relacionados, e botões de compartilhamento, em seguida a sessão de comentários!

Gostou? Então aproveite para curtir, compartilhar e enviar comentários, dúvidas ou sugestões.

Conheça o Grupo Arquitetura de Softwate | .NET: Facebook e Telegram
Luiz Carlos Faria: Site, Youtube, Facebook, Twitter, Telegram, Linkedin e Email